out
10
2011

Configurações Fiscais Saída

As confirmações fiscais de saída da mercadoria é de grande importância para fins de restituição dos tributos sobre a venda do produto em caráter comercial e na formação de preço. Devem ser bem analisadas a fim de não ser penalizado na lucratividade ou por algum órgão fiscal.

Funcionalidade

  • Configurar os impostos fiscais atribuídos as notas fiscais de saída.

Pré-Requisitos

  • Conhecimento na área fiscal.
  • Acesso ao módulo de estoque.
  • Conhecimento dos tributos interestaduais.

Localização

  • Módulo de Estoque, pesquise o produto desejado e ao encontra-lo clique duas vezes sobre o mesmo. Visualizando a tela de Dados do Produtos clique na aba Configurações Fiscais ou clique na tecla F3 do teclado,  selecione a sub-aba Config. Fiscal de Saída clique com o botão direito do mouse e clique em inserir Configuração Fiscal.

Utilização

Primeiramente defina o N.C.M. veja o post N.C.M neste blog  como também preencha o campo Cód. Total Parcial na  aba Configurações Fiscais (F3).

Visualizando a tela de configuração fiscal de saída do produto deve-se  preencher os campos especificados e clicar no botão Aplicar (ou pressionar F3) ou Aplicar em Todas  (ou pressionar Ctrl+F3). Se clicar em Aplicar (ou pressionar F3) os tributos serão aplicados somente a filial logada já se clicar em Aplicar em Todas ( ou pressionar Ctrl+F3) aparecerá uma nova tela para escolher as filiais a qual serão aplicados os tributos que foram configurados.

OBS: Só clicar em Aplicar em Todas (ou pressionar Ctrl+F3) caso exista mais de uma filial.

Serão explicados os campos de maiores dúvidas os demais são intuitivos, qualquer dúvida entar em contato com o setor de suporte.

  • C.F.O.P: Este campo só deve ser preenchido caso exista um CFOP específico para este produto, caso seja produtos derivados do petróleo só será permitido colocar os três últimos dígitos do C.F.O.P.
  • CST IPI: código de situação Tributária do IPI.
  • CST Pis: código de situação Tributária do Pis.
  • Pauta IPI: é o valor encontrado em uma tabela pré-estabelecida pelo fisco para o cálculo de IPI que influência na substituição Tributária.
  • II: Imposto de Importação.
  • ICMS: é imposto sobre operações relativas à circulação de mercadorias e sobre prestações de serviços de transporte interestadual, intermunicipal e de comunicação
  • Base ICMS: base de cálculo do ICMS, ou seja é o montante da operação, incluindo o frete e despesas acessórias cobradas do adquirente/consumidor.
  • ICMS Substituição: é um campo opcional. É o valor atribuido ao regime pelo qual a responsabilidade pelo ICMS devido em relação as operações ou prestações de serviços é de responsabilidade do próprio contribuinte.

Ao realizar a saída de uma Nota Fiscal, nosso sistema irá capturar os dados fornecidos ao configurar as configurações fiscais de Saída, evitando erros dos operadores, só necessitando que o operador coloque quantidade, valor unitário, desconto e frete.

Para realizar uma saída de uma Nota Fiscal, veja Saída de Mercadoria / Faturamento neste blog.

Sobre o Autor: Edson Chandler

Deixar um comentário

Nosso Blog

Neste blog nossos clientes ou visitantes poderão ter conhecimento de processos administrativos, fiscais, financeiros e outros. Vamos procurar ser objetivos e claros em nossas explicações, gostaríamos de lembrar que sua avaliação nos comentários deste blog, irá crescer o conteúdo a ser oferecido e que temos o maior interesse em melhorar os processos da empresa.